Explorando Sydney a pé: The Rocks, Circular Quay, Opera House e Royal Botanic Garden

Começar por esta parte da cidade talvez seja a forma mais correta de sua introdução a Sydney (até por que é dificil deixar a Opera House por ultimo não?). Com este roteiro podemos conhecer um pouco dos primórdios da cidade – The Rocks, fazer uma bela caminhada pelo Harbour e Circular Quay, ver de pertinho a Opera House e por fim decansar nos jardins do Royal Botanic Gardens. A partir daqui também é possível fazer muitos outros passeios e atrações que listarei no final como dicas.

The Rocks, Circular Quay, Opera House e Royal Botanic Gardens.

(1° Dia de Caminhada)

O mapa:

Exibir mapa ampliado

O roteiro:

Comece a sua caminhada pelo Sydney Observatory (A) – um observatório onde você pode ver Sydney de uma forma diferente, pelas lentes de telescópios. Seguindo adiante, um pouco mais acima (na esquina da Argyle com a Lower Fort) chegamos na The Garrison Church (B) – a igreja mais antiga da Austrália, construída em 1843. Descendo pela Argyle Street vamos passar por baixo da Bradfiels Hwy, por um túnel antigo chamado Argyle Cut (C ) (esquina da Argyle com a Bradfield). Depois desse túnel ande mais uma quadra e vire à esquerda na rua Cumberland, caminhe por alguns metros até chegar na BridgeClimb (D) e se tiver coragem escale a ponte mais famosa da Austrália! Se depois da escalada você ainda tiver disposição, continue na Cumberland (ande costeando a ponte) por um caminho que leva você ate o ultimo pilar da Harbour Bridge – Pylon Lookout (E). Ali há um memorial da construção da mesma.

Voltando pela Hickson Road antes de chegar na Argyle novamente, você vai encontrar uma das casas mais antigas (1816) de Sydney chamada Cadmans Cottage (F). Hoje funciona ali o centro o Sydney Harbour National Park Information Centre. Mais abaixo volte um pouquinho a Argyle novamente e depois pegue Kendall Lane até chegar no Rocks Discovery Museum (G). Um museu que conta um pouco da história do bairro na época pré-européia até o presente.

Para explorar melhor o bairro The Rocks, continue subindo a Kendall Lane, vire a esquerda na Mill Lane e desca essa rua ate a Argyle novamente. Se for sábado ou domingo, aqui e onde acontece o The Rocks Market (H), mas fica fácil identificar pela movimentação. Siga na Argyle novamente sentido Sydney Cove, uma vez que você avistar o mar e so seguir no calçadão em direção ao movimento… No caminho você vai passar pelo Museu of Conteporary Art (I), e se continuar na orla chega-se ate Circular Quay (J) local de onde partem os ferries e outros transportes públicos para qualquer lugar na cidade.

Continuando pelo calçadão beira mar, voce vai passar por um monte de restaurantes e cafés e logo avistara a Sydney Opera House (K). Não preciso dizer que você esta no cartão postal mais famoso da Austrália, preciso? Continue no calçadão e logo adiante esta o Royal Botanic Garden. O próximo ponto do mapa (L) e o lugar onde sua foto da Opera House ficara perfeita. Depois dela aproveite para explorar o Botanic Garden, que e lindíssimo.

Esse passeio é um charme. Vale sair um pouco do roteiro e explorar melhor o lugar, comer em um dos muitos restaurantes da região, comprar muitos souvenirs e tirar várias fotos.

Caso depois de tudo isso você ainda tiver disposição, aproveite para:

– Escalar a ponte Harbour Bridge
– Tomar uma cerveja Australiana em algum pub histórico do The Rocks.
– Fazer um tour na Opera House (de 1 hora ou 2).
– Fazer um passeio de ferry, barco, caiaque ou cruzeiro por Sydney Harbour.
– Explorar o Royal Botanic Gardens à pé e ter uma visão esplendida da Opera House.
– Pegar um ferry e Tirar fotos com coalas e cangurus no famoso zoológico Taronga Zoo.

Criadora e editora do blog, adora colocar os pés na estrada! Está sempre planejando uma nova viagem. Sua Bucket List é enorme (e azul), dificilmente irá conhecer todos os destinos que deseja, mas continua esperançosa!

19 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.