Santorini

Explorando Santorini por Vanessa Thiesen: Parte I

Ok, ok, sei que ando sumida do blog, mas juro estou me esforçando para deixar as coisas por aqui em dia (vocês viram o novo layout??). E como o meu tempo tem sido curto ultimamente, resolvi convidar uma amiga para relatar um pouco da experiência de viajar pelo velho mundo. Enquanto eu não for a Europa, minha correspondente no blog será a Vanessa Thiesen para assuntos europeus, então aproveitem e suguem dela o máximo!
Obs: Dúvidas, a Vanessa responderá nas caixas de comentário, ok?

Oi pessoal do blog do Travel Forever. É um prazer estar por aqui contando um pouquinho das minhas aventuras.
Em 2008, com 28 anos, tive a oportunidade de ir para a Europa fazer minha cidadania italiana. Só tinha um porém: eu teria de ficar lá 2 meses – o que de fato não foi dificuldade alguma. Primeiramente uma amiga iria comigo, mas ela acabou desistindo no meio do caminho. Resolvi que mesmo assim iria e, 4 meses antes, comecei a planejar minha viagem no maior estilo mochila nas costas e hostel na cabeça. Antes de viajar, reservei os albergues, comprei todas passagem em voos low cost e fiz o roteiro geral: Ancona (Itália) – Veneza – Pisa – Monterosso (umas da 5 Terre) – Nice – Mônaco – Cannes – Aix in Provence – Avignon – Paris – Barcelona – Amsterdam – Praga – Athenas – Santorini – Roma – San Marino

A viagem para Santorini foi toda maravilhosa e recomendo a todos fazer alguma vez na vida uma viagem assim: sozinha – às vezes é bom estar “alone” e fazer somente o que se quer, quando quer e onde quer. Conheci muita gente, muitos lugares, diversas culturas. Mas com certeza Santorini chamou a atenção de meus olhos e meu coração. A natureza dói de tão linda e você fica a cada paisagem diferente pensando: já não sei qual gostei mais. Quero voltar!!!!!! Afinal, não é todo dia que encontramos uma ilha vulcânica rodeada pelo mar Egeu. Se eu conseguir passar para vocês 1% da emoção que tive de ver tudo aquilo já estarei contente.

Fira, centro de Santorini, ao fundo.

Além de permitir um pit stop rápido em Athenas, essa ilha de Santorini me encantou pela beleza de encher os olhos e pela comida super saborosa. E mais, fora de temporada, não é cara como dizem e permitiu que eu pudesse fazer tudo que estava em meus planos.

Então, vamos lá!!

Uma paisagem mais linda que a outra.

Fui para Grécia (Athenas) com os voôs “low cost”, no meu caso Easy Jet. Comprei pelo site e saiu por volta de U$20. Já de Athenas para Santorini havia duas opções: barco (ferry-boat) ou avião. Optei pela segunda escolha e voei pela empresa Aegean Airlines e paguei U$153 ida e volta, o mais caro de todos voôs que fiz nos dois meses que passei na Europa. Optei por ir voando para poupar tempo e por ter conforto. Li em vários locais que os ferries são desconfortáveis e que a partida depende de número mínimo de passageiro para sair; como não era temporada nem passou pela minha cabeça arriscar.

Depois veio outro ponto da viagem: onde ficar?

Nessa viagem eu estava optando geralmente por albergues, os famosos hostels. Mas encontrei no site Booking.com e fiz a reserva de um hotel: Villa Romantic. O hotel bed and breakfast custou U$35 a diária, tem ótimo custo benefício, é um hotel familiar com atendimento nota 10. O café da manhã podia ser servido na varanda do quarto ou na sala do hotel, simples porém gostoso. Tem piscina e, o que adorei, levam e buscam no aeroporto, independente do horário. Também gostei da localização, pois fica a 800 metros de Fira, considerado o centro ida cidade e também o centro geográfico, ficando fácil o deslocamento para todos lados da ilha. Muitos diriam que a hospedagem deve ser obrigatoriamente em Oia, mas não concordo devido a uma única razão: fica num extremo da ilha de Santorini, tornando alguns destinos meio longínquos. Algum ponto negativo do hotel? Só a cortina de plástico do box.

Piscina do Hotel
Cruzeiros que passam por lá.

Quando já estava bem hospedada e super ansiosa para conhecer tudo, veio a dúvida: como me locomover…. Foi então que decidi que queria aventura e liberdade. Aluguei um quadriciclo por módicos U$10 a diária, super fácil de dirigir: freio, acelerador e quatro rodas para manter o equilibrio. Foi com ele que fui para todos lados da ilha e que me apaixonei pelo local. Subi morros íngremes, retas que levavam ao paraíso e paisagens que quase me fizeram ficar por lá mesmo e, claro, todas devidamente asfaltadas. O meu eu aluguei no caminho entre o hotel e o centro de Fira, foi indicado pelos donos do hotel. Mas opções é que não faltam de locadoras, tando de quadriciclos como de motos e carros. Dica: use óculos de sol  bem simples, pois com o vento ele estraga bastante.

Eu com meu super quadriciclo em frente ao hotel e super preparada para o vento.
Fira
Porto de Fira – pode-se descer a pé, de teleférico ou de burro – lá embaixo foram gravadas as cenas da novela Belíssima
Cada cantinho, um encanto
Eu, mochileira total e as lindas e estreitas ruelas de Santorini – muitas lojinhas em todas elas.
Tudo encanta

Por hoje vou ficando por aqui neste post. No próximo falarei sobre as praias e atrações de Santorini.

E, para quem quiser, pode acompanhar o segundo post sobre Santorini, clicando aqui!

Colaboradora do blog, tem paixão por tudo que se relaciona a viagens: adora o antes, o durante e o depois de todas elas. Sua perdição é perder-se pelas cidades que está descobrindo. Contato: vanessa@travelforever.com.br

9 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.