Bonito Rio da Prata!

Posted by & filed under .Mergulhando Overseas, AMÉRICA DO SUL, Bonito, BRASIL, Mato Grosso do Sul.

bon_58

bon_52

Acho que já deu pra perceber que em Bonito tudo é longe pra dedéu… e o Recanto Ecológico Rio da Prata não é diferente, fica à 54 km do centro, no município de Jardim. Demoramos cerca de 40 minutos para chegar até lá, e este trajeto todo é feito em estrada de terra, bem ruim em alguns pontos por sinal. Chegamos à fazenda e sem muito enrolação já nos preparamos para fazer o passeio. Todo o equipamento obrigatório (roupa de neoprene de 5mm, bota de neoprene, máscara e snorkel) e opcionais como colete salva-vidas, está incluso no valor do passeio. Mas dessa vez optamos por NÃO usar o colete de salva-vidas pois a roupa de neoprene já dá a flutuação necessária para se manter estável na água, além do mais, o Rio da Prata em seus primeiros 2km de flutuação é bem rasinho e o colete chega até atrapalhar ao ter que desviar de galhos ao longo do rio.

Depois de devidamente equipados, fomos de carro até perto do local onde começa o passeio. Dalí iniciamos uma agradável caminhada em mata ciliar pela RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural. A vegetação é recheada com inúmeras árvores centenárias, orquídeas e bromélias. Neste pequeno trajeto existem boas chances de se observar aves e animais silvestres. Dentre as espécies de mamíferos encontradas na região está o macaco-prego, bugio, cotia, queixada, cateto, quati e outras. Mas tivemos a chance de se deparar apenas com a queixada que é muito feia por sinal e faz um barulho digno de seu nome. Após 50 minutos de caminhada, chegamos à nascente do rio Olho D’Água, onde recebemos algumas dicas de flutuação e fizemos um breve treinamento pelos arredores. Neste momento já percebemos que estávamos prestes a começar uma super flutuação.

bon_53
Uma Queixada caminhando tranquilamente na trilha…

bon_54
O Olho D’Agua, local onde começamos a flutuação.

bon_55

bon_64

A correnteza se encarregava de levar a gente suavemente rio abaixo. Logo nos primeiros momentos percebemos que os peixes que avistávamos eram muito grandes. A paisagem do Rio da Prata é bem diferente da do Rio Sucuri. Lá no Sucuri vimos muitas espécies de plantas subs e peixes relativamente pequenos. Por aqui a paisagem é de natureza morta, repleta de troncos, galhos e folhas secas por todo rio. A quantidade de peixes é infinitamente maior e são grandes, muito grandes. Dourados gigantes, pacus gordinhos, além das onipresentes piraputangas e curimbas. Não poderia deixar de citar que entre os peixes tivemos a felicidade de avistar um jacaré nadando no rio. A água é muito cristalinas e por ser rasa, os raios solares incidem formando um reflexo indescritível. A temperatura no Olho D’Agua é bem agradável e atinge os 22°C. Antes de chegar no Rio da Prata, há um trecho com correderas, e neste ponto fizemos um desvio pela mata. Logo depois da corredera, surge um remanso cristalino onde é possível ver o “vulcão”, uma enorme ressurgência (nascente) que faz borbulhar o solo calcário no fundo do rio. Se você conseguir, dá pra fazer um mergulho livre e literalmente enfiar a mão dentro do vulcão. Foram +-3 horas de flutuação, a maior parte é realizada no Olho D’Agua e os 20 minutos finais no Rio da Prata onde a temperatura cai para os 18°C e a profundidade do rio chega atingir os 8 metros. A maior diferença entre os rios, além da temperatura, é a turbidez da água. O Rio da Prata é bem mais turvo e por ser mais fundo, dificulta um pouco avistar os peixes. No encontro dos rios avistamos os maiores Dourados e Pacus do passeio. Quem não gosta de água fria (gelada) pode pular esta parte e continuar o passeio pelo rio de barco, mas na turma em que estávamos ninguem quis desistir desta aventura belíssima, que na minha opinião é a melhor flutuação de Bonito. Imperdível!!!

bon_56
Curimbas e Pacus.

bon_57
Jacarés.

bon_58
Piraputangas.

bon_59
Dourados.

bon_60
Mão dentro do “vulcão”…

bon_61

bon_62

bon_63

bon_65

bon_66

bon_67

Depois de tanto esforço e de gastar as energias, o almoço caiu bem. Os pratos típicos estavam deliciosos e o tradicional doce de leite local divino. A fazenda é uma graça, bem estruturada, dava pra ficar por alí o resto do dia só comendo jabuticaba. Há redes de couro por todo lugar, o difícil é achar uma disponível depois do almoço. Mas não importa, com rede ou não, basta um café para arrematar e sentir-se bem.

bon_68

Obs: O Recanto Ecológico Rio da Prata foi premiado 2x consecutivas pelo Guia 4 Rodas, da Editora Abril, como “A melhor Atração Turística do Brasil”.

Conheça a Carol Wieser

Carol Wieser escreveu 165 posts para o TRAVEL FOREVER.

Criadora e editora do blog, adora colocar os pés na estrada! Está sempre planejando uma nova viagem. Sua Bucket List é enorme (e azul), dificilmente irá conhecer todos os destinos que deseja, mas continua esperançosa!

Veja também:

Tags: , , , , , ,

29 Responses

  1. Carla 17 de novembro de 2008 às 12:38

    Carol,
    as fotos estão tão lindas…adorei!!! Vou me planejar mesmo para ir a Bonito em breve.
    Mas também ia ter medi do jacaré e de peixão também!!!
    Eu ainda não consegui fazer o curso de mergulho…mas fiz mais um batismo…dessa vez em Ushuaia, com traje seco (aqui também se usa essa expressão?)
    Lembrei logo…tenho que contar pra Carol…
    Beijos

    Responder
  2. carol wieser 17 de novembro de 2008 às 14:34

    Oi Carla!!!

    Você com certeza iria adorar ir pra lá… dá pra fazer flutuações, mergulhos e muitas outras atrações aquáticas… e quem sabe mais um batismo??? Hehehehe, ou um curso de mergulho por lá?

    Menina, tem que fazer logo esse curso… depois dele as coisas mudam bastante, a gente se sente mais confiante além dos conhecimentos adquiridos de teóricos, técnicas de segurança e práticos.

    Aqui também se usa a expressão traje seco, mas o mais comum de ouvir é roupa seca.
    Deve ter sido uma delícia o mergulho por lá, mas acredito que a água era gelaaaaaaaaaaaaaaaaaaaado!!! brrrrr….

    Me conte mais sobre o mergulho… Ainda não tive a experiencia de roupa seca!!! Fiquei curiosa!!! Mas confesso que pra quem ainda não fez o curso, você tá bem corajosa!!

    Beijos

    Responder
  3. Carla 18 de novembro de 2008 às 5:09

    Carol,
    lendo assim parece até mesmo que sou corajosa…mas a verdade é que estava morrendo de medo…principalmente do frio!!! Meu namorado que queria muito fazer e eu acabei indo.
    É impressionante como esse traje seco não deixa passar nada…nem sente a água…o frio é mesmo na mão, e isso porque eles não tinham as luvas adequadas.
    Quando entra na água entra um pouco de água no rosto mas rapidinho acostuma.
    O ruim é voltar de barco com vento. A água devia estar com temperatura mais alta!
    Mas fui convencida com aquela história de experiência única e tal…

    Responder
  4. Margarida 18 de novembro de 2008 às 17:37

    Adoro os nomes dos lugares aí no Brasil !! Além de terem um local chamado Bonito,têm logo ao lado um chamado Jardim !!
    Rio da Prata também é um nome lindo para um rio,e os habitantes das suas águas transparentes também são lindíssimos e tão coloridos!!
    Excepção para o jacaré que não se vê bem na foto mas deve ser bem feinho 🙂

    Bjs

    Responder
  5. Margarida 18 de novembro de 2008 às 17:41

    Adoro os nomes dos lugares aí no Brasil !! Além de terem um local chamado Bonito,têm logo ao lado um chamado Jardim !!
    Rio da Prata também é um nome lindo para um rio,e os habitantes das suas águas transparentes também são lindíssimos e tão coloridos!!
    Excepção para o jacaré que não se vê bem na foto mas deve ser bem feiinho 🙂

    Bjs

    Responder
  6. Carol Wieser | Trave 19 de novembro de 2008 às 9:11

    Margarida!!!

    Verdade, o Brasil tem nomes bem curiosos (estranhos) como: Vira Onça, Puxa Faca, Rapadura, Galo, Buraco do Cachorro, Chapéu e Caco de Pote. Pode??? E isso existe mesmo!!
    E claro, em contrapartida existe outros lindíssimos como Bonito, Jardim, Gramado, Água Doce, Rio de Janeiro e assim vai…
    Pudera, um país tão grande, haja imaginação!!!!

    Sobre o Jacaré, ele não era muito grande não… mas por incrível que pareça, bonito!! Claro que se estivesse de cara com um maior que a minha pessoa não ia nem chegar perto. Mas esse aí não tem problema não.

    Obs: Adorei os recadinhos duplicados!!! :p

    Beijos

    Responder
  7. Margarida 20 de novembro de 2008 às 17:03

    Carol

    Falando de nomes de locais,olhe só para estes que temos cá em Portugal…apesar de sermos pequeninos também temos imaginação…hehehe
    Amor, A-da-Gorda, Cuba, Venda das Raparigas, Sertã,Pé-de-Cão,Casais do Campo,Bencanta,Benfeita…e muitos mais… 🙂

    Bjs

    Responder
  8. Mari Campos 28 de novembro de 2008 às 16:50

    Eu sabia que vc e a Emília tinham mesmo muitas coisas em comum! :mrgreen: As suas fotos de Bonito estão tão espetaculares quanto às dela – e me fazem me questionar, mais uma vez, como é que eu ainda não fui pra lá…
    Parabéns!

    Responder
  9. Luisa 2 de dezembro de 2008 às 9:01

    Carol, essas fotos estao espetaculares! Eu tenho um serio problema pra fotografar a natureza: fico tao "embasbacada" olhando tudo, que me esqueco da camera e, quando me lembro, jà era…
    Nòs nao vimos um jacaré, vimos uma cobra! Ainda bem que ela estava com mais medo de mim do que eu dela e fugiu rapidinho! eu, hein!

    Bjs

    Ah, falando em nomes engraçados e completando a lista da Margarida, um nome engracado que sempre vejo numas placas em Lisboa é: "Linda-a-Velha". Adoro!

    Responder
  10. Carol Wieser | Trave 2 de dezembro de 2008 às 19:49

    Mari,

    Você ainda não foi à Bonito??? Haaaa… é uma pena, espero que realmentee minhas fotos tenham influenciado você a visitar este lugar singular.
    Pois é… eu e a Emília temos alguns gostos em comum e alguns destinos também… Gostamos muito de natureza e acho que isso faz com a gente acaba querendo conhecer vários lugares em comum. Claro, que contenham natureza no contexto.

    Abraços

    Responder
  11. Carol Wieser | Trave 2 de dezembro de 2008 às 19:54

    Emília,

    Confesso que a princípio fiquei meio assim em enfiar a mão no vulcão… sei lá, não gosto muito da idéia da minha "mão" estar em um lugar que minha visão não alcance e principalmente sem saber o que ela pode encontrar pela frente… 😯
    Mas foi legal, e a experiência foi borbulhante!

    Beijos

    Responder
  12. Carol Wieser | Trave 2 de dezembro de 2008 às 20:05

    Luisa,

    Isso é um sério problema mesmo… por várias vezes esqueci de fotografar momentos importantes por causa da empolgação em conhecê-los… Mas ultimamente tenho usado a técnica japonesa de fotografia… mão no botão e cliques a cada segundo…
    E dele momentos Kodaks por toda parte!!

    É… acho que eu prefiro o velho ditado "Cada macaco no seu galho"… cobras ou jacarés, cada uma no seu canto, assim fica melhor!!
    😐

    Beijos

    Responder
  13. Raquel Bell 19 de setembro de 2012 às 11:24

    Oi Carol, eu de novo!
    Vamos escolher apenas uma flutuação e agora que tu me deixaste maluquinha … entre rio sucuri e rio da prata. Agora vem a pergunta chata, que é questão de gosto … eu sei! haha Mas qual tu mais gostaste? Menina e os jacarés? tem muitos deles por lá?

    Responder
    • Carol Wieser 19 de setembro de 2012 às 22:06

      Oi Raquel!
      A Flutuação do Rio da Prata (na minha opinião) é a melhor de Bonito. O percurso é um pouquinho mais longo, mas a variedades e tamanhos de peixes é muito mais impressionante que o do Sucuri. Tem peixes muitos peixes e enormes. A paisagem do rio também é mais bonita… se fosse para fazer apenas uma flutuação ficava com essa. Sobre os jacarés, é dificil vê-los nas flutuações, alias, esse da foto é um filhote de jacaré, não ofereceu perigo algum, pode ficar tranquila!!!!
      Precisando, estou a disposição. beijos

      Responder
  14. Alice 6 de março de 2014 às 23:24

    Aí gente ,irei a bonito semana que vem e confesso que estou um pouco angustiada de encontrar um jacaré na minha frente…será mesmo que não há perigo ? Rs

    Responder
  15. FABIO CARVALHO 7 de abril de 2015 às 16:33

    Boa Tarde Carol, desculpe entrar assim no seu blog, até deixei meus contatos la em baixo na área que você fala de Bonito-MS. Sou policial Militar aqui em Bonito-MS e tenho uma pequenina empresa de transporte e estou lutando pra abrir uma empresa de Turismos. Amo a natureza, os Animais, essa coisa do Ecoturismo sustentável, muito bom, prefiro meu trabalho no turismo do que na policia, estou tentando divulgar minha pequenina empresa de transporte e a agencia que estamos montando, e queria pedir seu apoio, passo dias e horas trabalhando para divulgar meu trabalho, minha esposa esta gravida e estou precisando turbinar minha empresa, para a chegada do meu filhinho, e como seu blog é muito visto, gostaria de pedir na humildade sua ajuda na divulgação, se amigos ou parentes, ou até mesmo abrir um espaço para nós, qualquer coisa que você possa nos ajudar. Vou deixar meu e-mail para contato é o fabiocarvalho_88@hotmail.com ou meu whats 067-9194-2209 muito obrigado desde já.

    ATT

    Fabio Carvalho Jose

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>