A Gruta do Lago Azul: Cartão Postal de Bonito.

Posted by & filed under AMÉRICA DO SUL, Bonito, BRASIL, Mato Grosso do Sul.

bon_10

1º dia em Bonito. Levantei super animada e com todo o gás, mas ao colocar os pés pra fora do quarto percebi o quanto poderia ser “cool” a nossa estada em Bonito. LITERALMENTE COOL, ou melhor, CONGELANTE! Para nossa infelicidade, pobres Curitibanos sedentos por calor, a cidade amanheceu gélida e conforme íamos conversando com o pessoal do hotel descobrimos que, a previsão era esfriar ainda mais nos próximos dias… AI! Quem sai de Curitiba em férias, no mínimo espera ou escolhe um destino quente para escapar do nosso costumeiro frio. Mas pensar que Bonito poderia estar mais ou quão frio Curitiba era demais… Enfim, nada que uma Taboa (cachaça da região) não esquente os ânimos, ou pelo menos os 15ºC da temperatura ambiente! O pior era que, eu não havia levado roupa de frio o suficiente, o que faz com que a mesma blusa apareça em quase todas as fotos (risos).

Deixando o frio de lado, tratamos logo de nos ajeitar para o primeiro passeio do dia: A Gruta do Lago Azul. Esse é um dos lugares que todo mundo que vai à Bonito visita. Na verdade a maioria dos pacotes turísticos já inclui o passeio no roteiro (nosso caso), o que facilita o processo de agendamento obrigatório e acaba preenchendo o 1º dia dos turistas de primeira vez (como nós). Uma facilidade se for considerar que chegamos muito tarde e se não tivéssemos esse passeio pré-marcado provavelmente perderíamos o 1º dia de atrações.

A Gruta do Lago Azul fica aproximadamente 20 km do centro da cidade. Chegando ao receptivo do local, é obrigatório o preenchimento de uma guia de seguro e ter um “voucher único” que apenas é emitido pelas agências de turismo locais. Os visitantes recebem um capacete com fixação de três pontas e são separados em grupos de no máximo 15 pessoas cada. É importantíssimo (e obrigatório) estar usando tênis ou qualquer outro calçado com solado de borracha, afinal, encarar uma média de 300 degraus de pedras com chinelo de dedo além de ser perigoso é super inconveniente.


Receptivo da Gruta

Para alcançar a entrada da gruta percorremos uma trilha breve (+- 10 minutos). Mas cada passo compensa ao se deparar com 80 metros de profundidade por 120 metros de largura, e um lago extremamente azul ao fundo. Um cenário deslumbrante, perfeitamente esculpido com espeleotemas (estalagmites e estalactites) ao longo de milenares anos. Fico só imaginando qual foi a reação do índio Terena ao descobrir por acaso a gruta em 1924?

A luz que incide dentro da caverna proporciona à “cor cristalina” do lago uma tonalidade azul extremamente hipnotizante. A gente olha para dentro da água e pensa que os objetos do fundo estão bem pertos, quando na verdade estão a alguns metros de distância. É espantoso saber que o lago chega a ter 90 metros de profundidade! Ali foram encontrados alguns fósseis de mamíferos como o tigre dente de sabre e preguiça gigante de até 10.000 anos atrás. Impressionante não?

Mas como a fila tem que andar, e os grupos podem ficar em média 20 minutos admirando o lago, tiramos algumas fotos e tratamos de subir os 300 degraus gruta acima. Ainda bem que tava friozinho (brrr…), pois nem deu pra suar direito, mas a sensação da era pré-histórica valeu a pena!

Pessoal do grupo descendo os degraus de pedra… são aproximadamente 300 degraus, 100 metros de descida caverna adentro.

Uma foto do começo da descida… olha o grupo anterior lá em baixo… parecem formiguinhas.

Uma amostra do que estava por vir.

Lembrando, a cor do lago não é azul, a água é extremamente cristalina, mas a incidência de luz faz com que fique com essa cor… magnífica!

A melhor época pra visitar a Gruta do Lago Azul é no mês de dezembro, quando a luz do sol incide diretamente sobre o lago e sobre os espeleotemas, deixando-os com uma cor mais amarelada, o que torna o lugar ainda mais místico.

Uma fotinha da entrada da gruta.

Conheça a Carol Wieser

Carol Wieser escreveu 165 posts para o TRAVEL FOREVER.

Criadora e editora do blog, adora colocar os pés na estrada! Está sempre planejando uma nova viagem. Sua Bucket List é enorme (e azul), dificilmente irá conhecer todos os destinos que deseja, mas continua esperançosa!

Veja também:

Tags: , , , , , ,

24 Responses

  1. Margarida 28 de setembro de 2008 às 10:58

    Olá Carol

    Acabei de ler o seu post sobre a Gruta do Lago azul e lembrei -me que já tinha lido sobre ela no Blog da Luisa.Na altura já tinha achado incrível a cor da água e agora confirmei pelas suas fotos que deve ser um lugar fantástico mesmo! A subida dos 300 degraus gruta acima é que não me agradou muito…hehe
    Está anotado na minha listinha extra-europeia!

    beijos

    Responder
  2. Carol Wieser | Trave 29 de setembro de 2008 às 6:13

    Margarida!

    Isso mesmo, a Luisa já foi a Bonito e também colocou sobre a gruta no Blog dela.

    A cidade de Bonito têm cada vez mais se tornado um destino requisitado pelos Brasileiros, que cansados da vida urbana louca, fogem pra lugares onde a natureza está em evidência. E natureza por lá é que não falta.

    beijos

    Responder
  3. Michel Zylberberg 29 de setembro de 2008 às 6:50

    Oi Carols!! Sempre bom fotinhas iradas, textos leves e muito estilo!! Bom ter teus textos de volta e saber que curtiu mto esse paraíso brasileiro que muitas vezes não valorizamos tanto…

    Meu irmão esteve algumas vezes por lá, mas eu não conheço ainda.. já está nas listas de destinos, pena que as viagens para o Brasil serão sempre corridas.

    Enqto isso vou curtindo teus posts e matando a saudade dessa nossa terrinha maravilhosa!!

    ahhh tava pra falar tb que tinha a ideia de fazer um header parecido com o teu, mas depois que voce fez eu desisti porque ia passar vergonha.. huahuauha parabens pelo design tb, mto bom gosto!

    Bjo e mta paz!!
    Michel

    Responder
  4. Carol Wieser | Trave 29 de setembro de 2008 às 8:54

    Oi Michel,

    Pois é… temos lugares maravilhosos aqui no Brasil e parece que a gente acaba dando mais valor quando mora fora né? E depois, na correria, o tempo fica curto mesmo pra visitar todos os lugares que a gente tem vontade.

    Mas o dia que você tiver a oportunidade de vir ao Brasil com mais tempo e conseguir ir à Bonito, garanto que vale a pena e você com certeza terá uma férias brasileiras inesquecível.

    Sobre o Header… obrigada!! Mas o seu ficou muito bom também!
    Beijos

    Responder
  5. Carol Wieser | Trave 29 de setembro de 2008 às 8:58

    Oi Mirella,

    Pois é, parecia que todo mundo já conhecia Bonito menos eu! A Luisa já foi, a Emília também, e assim como você, toda vez que via uma foto da Gruta ficava encantada e não acreditava que poderia ser tão azul…. então fui lá pra conferir pessoalmente!!! Matei minha vontade, espero que você mate logo logo a sua também, pois é lindo!

    Aliás, adorei seu Blog!

    Beijos

    Responder
  6. Barbara 30 de setembro de 2008 às 8:17

    Nossa Bonito é a coisa mais bonita do mundo rs (trocadilho infame)! eu fui a 4 anos atras e adorei, foi uma viagem maravilhosa em um lugar que só conhecendo mesmo, aqueles rios, as grutas, os mergulhos e as pessoas, tudo maravilhoso. Adorei as suas fotos de lá.
    bjs

    Responder
  7. Guta Cunha 5 de outubro de 2008 às 13:40

    Carol……que coisa mais linda!
    E o melhor que as fotos não precisam de photoshop para fciar perfeitas!ahaha
    Eu não sei se vc viu, mas a flutuação em Bonito ganhou o premio do leitor, como melhor atração do Brasil!
    Adorei!
    bjuss

    Responder
  8. Raquel Bell 19 de setembro de 2012 às 11:10

    oi Carol,
    Finalmente vou conhecer Bonito mês que vem! aproveitar que a sogrinha vem visitar e levá-la pra este lugar tão especial. Mas ao olhar esse teu relato desanimei um pouco, pois parece ser de difícil acesso as escadas pra quem tem dificuldade de locomoção e talvez minha sogra não consiga. Este é um dos lugares que "tem que vê" em Bonito, né? Ocupu o dia todo? se não vou procurar algo paralelo pra ela fazer 😀

    Responder
    • Carol Wieser 19 de setembro de 2012 às 21:55

      Oi Raquel,
      Bonito é lindo! Uma delícia de lugar, um must do dos destinos brasileiros. Olha só, a trilha para chegar até a boca da caverna é bem tranquila de fazer, o que judia para as pessoas de dificuldade de locomoção são os degraus mesmo. Lembro que tinha algumas pessoas fazendo essa trilha que tinham certa dificuldade, mas os guias foram bem atenciosos e esperaram todos subir, mesmo que lentamente, os degraus.
      Talvez esse seja o passeio mais "penoso" por causa disso. A gruta leva no maximo meio dia, e geralmente é aliado com algum outro passeio ou flutuação.
      Beijos :*

      Responder
  9. Eduardo 20 de junho de 2016 às 13:08

    A Gruta do Lago Azul é o cartão postal de Bonito por sua beleza e encanto.
    Recomendo que a reserva desse passeio seja realizada com antecedência, pois é muito procurado e sempre faltam vagas para os turistas que chegam sem a reserva.
    A mesma recomendação serve para os outros passeios que também tem números limitado de turista por dia.
    Um abraço.

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>