Australia para 2 iniciantes…

Posted by & filed under AUSTRÁLIA, OCEANIA, Sydney.

aus_07

Antes de eu começar a falar de todos os atrativos turísticos da Austrália, vou dar uma breve longa introdução de como fui e me alojei por lá.

Eu sempre tive uma vontade imensa de morar em outro país e logo depois que terminei a faculdade pensei: é agora a minha chance! Estava tudo conspirando a favor, não tinha arranjado emprego ainda e meu namorado (atual maridex) estava disposto a se aventurar junto comigo. Não sei por qual razão sonhava em ir para a Australia, morar em Sydney mais precisamente. Vocês já devem ter percebido que destinos comuns geralmente não me atraem o suficiente e acabo sempre procurando algo mais desafiador… Não que a AUS fosse algo exótico, mas era longe o bastante pra me animar!

Com uma passagem na mão, escola de idiomas escolhida e 5 dias reservados em um albergue em Bondi Beach (bairro que escolhemos para morar), fomos com a cara e coragem diretamente para Sydney. O intuito era ficar no albergue quantos dias fossem necessários até encontrar um lugar para morar. Hospedamos-nos no Bondi Beachouse Yha, um lugar bem bacaninha, descolado (como todo bom albergue) e digamos que bem localizado, pois queríamos morar ali pertinho. Pegamos um quarto duplo com banheiro por causa das nossas malas que ocupavam muito espaço… » O maior problema de fazer uma viagem pra durar 1 ano é esse: as malas têm que ser compatíveis com todas as estações do ano, e como a gente sabia que comprar roupas por lá sairia caro pra dedéu, levamos do Brasil mesmo.

O bairro Bondi Beach é lindíssimo e tinha tudo que queríamos: perto da praia e a 10 minutos de um centro comercial, com shoppings, supermercados, restaurantes e muitas lojinhas. Saímos à procura de apartamentos e logo no 4º dia encontramos um bem legal ao meio de um monte de lixo (vocês não têm noção de quanta tranqueira imunda visitamos).

O esquema de procurar apês funciona da seguinte maneira: você acha um Real Estate no bairro que você quer morar e lá eles disponibilizam uma folha com as ofertas da semana e com os horários da visitação. Se você se interessar por algum dos imóveis que está neste dossiê, basta aparecer no local e horário que é fornecido. Você e mais um monte de gente vai ver o imóvel ao mesmo tempo e se gostar é melhor não perder tempo e tratar logo de negociar com o agente. Mas não pense que é facinho, facinho, a parte mais difícil para um “estrangeiro” alugar algo é que você tem que adiantar praticamente metade do aluguel pra poder ficar com o apê… Então já tem que chegar lá com uma boa graninha ou arranjar uma vaga na casa de alguém.

Fomos uma semana antes de começarem as aulas de inglês justamente para termos tempo de nos organizar. Com o apê resolvido, agora só faltava TUDO dentro dele! A cama compramos de um SECOND HAND. Mesa, cadeiras, som, arara e algumas panelas adquirimos em um GARAGE SALE. Duas televisões achamos na rua (uma serviu de mesa de apoio pra outra). O que compramos “novos” foi tudo made in CHINA, baratinho, baratinho… O legal de Bondi era que muita coisa nós achávamos na rua, por estar velho ou estragado, as pessoas deixavam do lado de fora das casas: camas, aspiradores, televisões, telefones, enfim, vimos de tudo e o que conseguíamos carregar (que estava em bom estado) ia direto pra casinha! Deprimente? Não acho… Quando você vai passar quase um ano fora e tem certeza que vai embora depois disso, não vale a pena gastar com essas coisas! Reciclagem!

Depois de devidamente instalados em Bondi, fomos fazer um reconhecimento geral de Sydney. Precisávamos saber onde era nossa escola, qual ônibus pegar, qual ponto descer, quanto tempo levava, os horário, enfim, conhecer o processo, pois como estudávamos em horários diferentes, teríamos que nos virar sozinhos depois. Mas Sydney possui um transporte público eficientíssimo e de ônibus você leva apenas 15 min. até o centro.

Eu tinha um inglês a nível intermediário, mas meu maridex somente o básico. O que facilitava pra mim e dificultava pra ele, pois não entendia nenhuma palavra. Mas nos viramos legal. No começo foi bem difícil por causa da barreira lingüística, mas logo começamos a nos acostumar e assimilar melhor o sotaque Australiano.

Nossa escola de inglês era a EMBASSY CES, e ficava na Oxford Street em Darlinghhurst. A escola era bacana, mas confesso que encontrei mais brasileiros por lá do que eu esperava e imaginava. Mas de qualquer maneira nossa iniciação em Sydney foi muito tranqüila e mais fácil do que imaginávamos. Tem tanta coisa pra falar de lá… Mas isso eu vou deixar pra contar em outro post…


Maridex tirando onda no quarto do albergue.


Nosso apartamento… Ficou assim com o colchão no chão por todo o tempo que moramos lá. Teve um dia que achamos a parte debaixo da cama na rua (box) mas eu e o Bibo sozinhos não conseguimos carregar…


As televisões que achamos na rua… uma devolvemos (a menor) as outras duas estavam em bom estado…


O prédio onde conseguimos alugar um apê descente.


Vista de Bondi Beach (nosso bairro). Que saudades desse marzão…


Folder do albergue…

Conheça a Carol Wieser

Carol Wieser escreveu 165 posts para o TRAVEL FOREVER.

Criadora e editora do blog, adora colocar os pés na estrada! Está sempre planejando uma nova viagem. Sua Bucket List é enorme (e azul), dificilmente irá conhecer todos os destinos que deseja, mas continua esperançosa!

Veja também:

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

25 Responses

  1. Felipe 9 de julho de 2008 às 22:06

    vi vocês falando de pegar as coisas na rua, em algumas cidades aqui na NZ isso é proibido e vc tem que deixar as coisas usadas numa central de coleta.

    Essa central de coleta (nosso Lixão) tem uma loja que se chama second treasure, que só pra se ter uma idéia ja achamos, playstations, tv, aparelhos de som, skis, patins, tacos de golf, som de carro, dvd, tudo quanto é tipo de utensílio domestico, de xicara a sofá. Tudo por moedas…

    E como tem gente, especialmente no brasil, que supervaloriza coisas que um dia vao pro lixo e desvaloriza o que fica pra sempre.

    Responder
  2. Michel Zylberberg 10 de julho de 2008 às 0:17

    Oi Carol, mais uma grande coincidencia entre nós!! Tambem terminei a facu e fui direto pra Aus me aventurar como voce.. é um lugar que curti demais e que realmente se acham coisas incríveis no lixo 😀 no dia seguinte ao natal então, era briga para ver quem carregava mais coisas pra casa!! huehuehuehue

    A única diferença é que fiquei em Manly Beach, que também é muito show!! Mas é um país que ainda voltarei pra fazer de costa-a-costa.. no mais continue sempre mandando tuas dicas!! ahhh o texto e umas fotos de mykonos já estão no ar!!
    http://rodandopelomundo.wordpress.com

    Bjo e mta paz sempre!!!

    Responder
  3. Carol Wieser | Trave 10 de julho de 2008 às 10:40

    Oi Felipe,

    Nossa, assim como você achei muita coisa legal por lá que pra nós fazia a maior diferença! Acho certo o modo que NZ faz com a coleta, pois apesar de chover pouco na Australia, as vezes as coisas ficavam por mais de uma semana na rua, estragando no sol ou mesmo pegando chuva/sereno. Um pecado, mas os second hands que se divertiam por lá….

    Quanto ao Brasil, não sei porque as pessoas têm mania de guardar tudo que é tranqueira mesmo… concordo contigo quando você fala que supervalorizam as coisas superficias e desvalorizam as outras… Vejo isso acontecer muito por aqui!!
    Mas depois que se mora fora e vê que essas coisas não fazem mais a mínima diferença pra nós, os valores mudam.

    Abraços

    Responder
  4. Carol Wieser | Trave 10 de julho de 2008 às 10:43

    Oi Michel…

    Australia é um sonho. Gostei muito de morar lá, e assim como você voltaria um dia! Manly também é um lugar muito legal, alias o estilo bem parecido com Bondi, pertinho, altos agitos, praia… ai que saudades!!

    Quanto ao mediterrâneo… que sonho. Grécia está entre um dos lugares que quero conhecer. Por enquanto vou me deliciar com seus relatos.;)

    Abraços!

    Responder
  5. Carol Wieser | Trave 10 de julho de 2008 às 10:46

    Camila,

    Realmente aqui vai começar a minha aventura Indo*Australiana*Neozelandes… foi a partir da AUS que começei a tomar gosto pelas viajens!

    Obs: a televisão de baixo serviu de mesa pra do meio. A de cima voltou pra rua…

    Beijos querida.

    Responder
  6. Margarida 11 de julho de 2008 às 12:05

    Carol

    Se já achei uma big aventura o post do Pantanal…então este agora sobre morar na Austrália e andar a catar coisas em 2º mão na rua para mobilar o apartamento,é demais para mim…hehehe
    Sabe que eu também gostaria de ter tido oportunidade de viver fora de Portugal quando terminei a faculdade?? Naquela época não era muito comum por cá sair assim uma temporada para fora…agora penso que está tudo um pouco diferente e já há muita gente a ir embora acabar o curso lá fora ou fazer o mestrado ou simplesmente partir á aventura!!
    Bom, de qualquer maneira a minha ideia de ir á aventura seria ter ido viver 1 ano ou 2 para a Suiça…que é "só" o país mais organizado da Europa e onde pôr televisões,camas,etc,na rua deve dar no minímo 10 anos de prisão…hehehe
    Pelo menos sempre posso me aventurar lendo os seus posts…

    Beijinhos

    Responder
  7. Fê Costta 11 de julho de 2008 às 19:45

    Oi Carol!!

    Esta das televisões é incrível! rsrs

    Menina, ainda não conheço a Austrália!! E morro de vontade de ir! Vou guardando suas dicas todas!

    Pra vc que se entusiasmou com Praga, tem mesmo que ir! Lá é deslumbrante! Voltaria mais 10 vezes se fosse possível!! Depois venha ver as novas de lá…

    Bjssss! 😉

    Responder
  8. Carol Wieser | Trave 12 de julho de 2008 às 7:45

    Margarida,

    Me diverti tanto lendo seu comentário…. sobre morar fora é realmente a melhor experiência que podia ter acontecido comigo. É muito bom estar em um país diferente, falar outra lingua ou simplesmente viver de outra maneira à que estamos acostumados. Me divertia muito carregando as coisas da rua e isso fazia com que dessemos valor pras coisas deixadas no Brasil.

    Sobre a Suíça, mesmo que não fosse uma aventura muuuuuito diferente (pois é muito organizado), acredito que daria pra tirar bons proveitos de lá e aprender muito… mas uma coisa tenho certeza… acho que você iria gastar um bom dinheiro mobiliando um apê!!! hahahaha.

    Beijos

    Responder
  9. Carol Wieser | Trave 12 de julho de 2008 às 7:49

    Fê,

    Australia é muito legal. Tudo lá parece pensado e voltado pro turismo. Tem muita gente fazendo mochilão, estudando, trabalhando… sempre brinco que ter ido pra lá era como ter feito uma volta ao mundo… encontrei pessoas de todas as nacionalidades possíveis! Muito bom.

    Sobre Praga, acredito que seja mesmo um destino fantástico. Estou me esbaldando com suas fotos e textos… vou passar lá depois pra conferir as novidades.

    Abraços grandes!!

    Responder
  10. 13 de julho de 2008 às 20:17

    Carol,
    Que barato a "catança" de TVs pelas ruas australianas! rs
    Eu também sempre morri de vontade de morar forar: terminei a facul, fiquei um aninho juntando grana e fui!
    E concordo: é a melhor coisa que poderíamos ter feito!

    beijo!

    Responder
  11. Carol Wieser | Trave 14 de julho de 2008 às 10:04

    Oi Bá…

    É uma experiência inesquecível mesmo!
    Moro sozinha desde os 16 anos, e com 21 me debandei pra lá… as duas experiência me fizeram uma pessoa mais madura, determinada e com objetivos concretos. Acho que todo mundo que pensasse em morar deveria concretizar esse sonho! É muito importante! Crescimento pessoal, isso ninguem tira da gente!

    Beijos

    Responder
  12. Margarida 14 de julho de 2008 às 13:13

    Carol

    A Suiça seria uma aventura muuuuuito diferente sim ! Quando vier a Portugal vai perceber que organização não é a nossa principal qualidade…hehe
    Quanto ao preço em que ficaria mobilar o apê também concordo que seria bem mais caro do que na Austrália…a começar pelo próprio apê!!Acho que na Suiça é inclusive bem difícil conseguir uma autorização para residir lá…

    Quando vejo os comentários sobre morar fora depois da faculdade fico um pouco invejosa…eu só fui morar sozinha aos 24…e claro na mesma cidade e no mesmo país…hehe…acho que foi por isso que fiquei pouco aventureira!!

    beijos

    Responder
  13. Carol Wieser | Trave 14 de julho de 2008 às 16:38

    Margarida,

    Vendo por este ponto de vista a Suíça seria uma big aventura!! 😉

    Se você diz que organização em Portugal não é a principal qualidade, imagine a diferença da Suíça pro Brasil!! ENORMEE!! (risos)

    Eu acho, sim, você aventureira… Vendo seu blog e todas as suas viagens, imagino quanto desbravadora tu és! Conheço pessoas que com 40 anos de idade nunca viajaram por puro medo, e eu não consigo entender.

    Obs: Morar sozinha com 24 anos também é muito bom!!
    Beijos querida.

    Responder
  14. Patricia Belotti 25 de julho de 2008 às 9:42

    Oi, Carol!
    Vi que você sempre curte os posts com fotos lá no blog… você viu o concurso que a Stella Barros tá fazendo? Viajar muda você por dentro? Entra lá no blog tem uma chamada…vc manda foto de viagem, conta porque aquela viagem te mudou por dentro e concorre a uma viagem prá Buenos Aires com acompanhante! Depois dá uma olhadinha!
    Beijosss

    Responder
  15. Larissa Maciel 20 de janeiro de 2009 às 8:31

    Oi Carol, indiquei seu blog em minha lista de links, espero que não se importe. Sem querer, procurando sobre viagens, caí no seu blog e adorei, foi vc que me empolgou em fazer um, suas histórias me instigaram muito! Estou começando meu blog agora, queria que desse uma olhadinha nele, principalmente na página inicial. Espero que curta! Um abraço,

    Larissa

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>